Girolamo Savonarola

Monge Dominicano em Ascenção

Description:

Cerca de quarenta anos, de altura mediana, cabelos negros e olhos ainda mais escuros, pálido, com um nariz grande.

Usa um manto de monge dominicano, negro, de uma pano comum, sem enfeites.

Fala com um sotaque que mostra que ele é um estrangeiro em Florença.

Bio:

O Monge se reclinou para a frente, fazendo uma pausa, antes de continuar seu sermão:

“Arrependam-se. O Tempo de Renovação chegou. Esse lugar não mais será chamado Florença, mas torpitude e sangue e um ninho de ladrões”.

A audiência, na Catedral lotada, assistia ao sermão. A fama do monge havia se espalhado desde que ele começara a pregar no Convento de São Marcos e, agora, na Catedral. Sua reputação crescia. Um homem correto, bradando contra a injustiça e a iniquidade.


Filho de um médico da corte do Marquês de Ferrara, Girolamo estudou Latim na Universidade de Ferrara.

Depois de se formar, para desgosto de seus pais, entrou na Ordem religiosa dos Dominicanos. Foi enviado para Florença pela primeira vez em 1482 como um recém-formado instrutor de Teologia e das Escrituras, mas passou apenas alguns anos na cidade, até retornar para Bolonha como Mestre de Estudos em San Domenico.

Em 1490 foi novamente enviado para Florença para ensinar Lógica. Já era então um professor e teólogo já reconhecido.No ano seguinte, foi eleito, pela congregação dominicana, Prior do Convento de São Marcos.

Em 1491 fez uma série de Páscoa sermões na Catedral. Em seus sermões bradou contra a corrupção na Igreja e na Cidade, reclamando que padres e leigos tinham transformado a Casa de Deus em um ninho de ladrões.

Sua fama agora começava a rivalizar com a de Lorenzo de Médici.

Girolamo Savonarola

Ofício de Trevas: Renascença Ronaldo